"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, agosto 07, 2017

um mesmo esquema



"Lá porque vivemos em erectos edifícios não quer dizer que não vivamos afinal em cavernas.
De resto cada homem vive mergulhado na penumbra da caverna que ele próprio é.
E somos todos primitivos porque como o futuro está constantemente a cumprir-se, para os que vierem depois de nós seremos sempre velhos, depois antigos e depois primitivos.
A essência do progresso consiste no eterno insistir sobre um mesmo esquema.
Mas que progresso é esse que se baseia na eterna repetição de si próprio?
A descoberta gradual da permanência do esquema. "



Ana Hatherly

in, "O Mestre"

Sem comentários: